top of page
Buscar

Borgonha: um sopro divino

Ao se aprofundar no mundo do vinho, os amantes da bebida se deparam com as regiões produtoras. E com certeza, você vai ouvir falar da região de Bourgogne, ou Borgonha, em suas pesquisas. E não é à toa.


A Borgonha, fica no centro-leste da França; É capaz de unir histórias, clima e solo únicos para produção de alguns dos melhores vinhos do mundo. Trata-se de um terroir que nos impressiona.



Escolhemos algumas dicas sobre a região e seus vinhos que, além de aumentar seu conhecimento enológico, vão te convencer a conhecer a região conosco!


Para entender o motivo do sucesso do vinho francês de Borgonha, devemos olhar para a história da França. A região foi construída à partir de várias civilizações, mas foram os burgúndios, povo de origem germânica e que deu o nome à localidade, que prestaram os serviços mais relevantes para a existência da região. Consolidaram-se por lá ao vencer uma série de batalhas que existiam na Europa no começo da segunda metade do século VI.


Esse contexto histórico de guerras vitoriosas permitiu que a Borgonha se tornasse uma região rica, comparando-se com suas regiões vizinhas. No século IX, foi fundado o Ducado da Borgonha, que se tornou uma pujante potência européia na época. O poderio financeiro permitiu que o local se estabelecesse economicamente, atraindo estudiosos, religiosos e a alta sociedade da Europa da época. Nos séculos XI e XII, monges e duq


ues identificaram que o solo e o clima da Borgonha eram especiais, capazes de produzir excelentes vinhos. Desde então, estudos e técnicas foram aprimorados para fazer de Borgonha uma das capitais mundiais do vinho. Não é à toa que a Unesco classificou os vinhedos de Borgonha como patrimônio mundial da humanidade em 2015.


OS SEGREDOS DOS VINHOS BORGONHA


Diante de tanta tradição e qualidade, era de se esperar que quase todo território de Borgonha fosse tomado por vinícolas, certo? Bem que gostaríamos! Mas os produtores ocupam aproximadamente 28 mil hectares de terra, cerca de 3% de todos os vinhedos da França. Isso os faz um grupo seleto. A produção dos melhores vinhos franceses de Borgonha tem vários segredos em uma tradição secular. Por isso a forma anedótica de dizer que é fácil fazer bons vinhos. O problemas são os 200 primeiros anos!


A região de Borgonha parece ter sido desenhada para fabricação de vinhos de altíssima qualidade. A combinação perfeita entre clima, terreno e luminosidade é ímpar, capaz de gerar uvas com características exclusivas. Os amantes do vinho já se depararam com a palavra Terroir em análise de alguns rótulos. Não há uma tradução livre para o português, mas o Terroir é justamente a junção de clima, solo e luz na produção do vinho. E, na Borgonha, o Terroir é a estrela principal.


Os estudos de séculos se aprofundaram tanto que produtores sabem os tipos de solo com detalhes, repartiram o local em pequenos lotes, identificando quais têm as melhores incidências de luz, quais conseguem captar os níveis ideais de água. Na região, há ainda o microterroir, que é o detalhe do detalhe da produção dos vinhos de Borgonha. Encantador, não?


QUAIS AS UVAS DA BORGONHA


A região de Borgonha é conhecida pela plantação de dois tipos de uvas: Pinot Noir e Chardonnay. A produção vinícola de Borgonha é repartida em cinco pequenas regiões, denominadas Chablis, Côte de Nuits, Côte de Beaune, Côte Chalonnaise e Mâconnais.


Chablis fica mais ao Norte de Borgonha, separada das demais regiões, que percorrem as cidades de Dijon até Lyon. Côte de Nuits e Côte de Beaune são conhecidas pelas plantações de Pinot Noir, responsáveis pelos tintos mais premiados do mundo. Côte Chalonnais e Mâconnais, pelas uvas Chardonnay, dos clássicos vinhos brancos da Borgonha.


Borgonha nutre a tradição na produção de vinhos tintos com sabores leves e complexos e grande destaque para os vinhos brancos, considerados exuberantes e finos.



Appellation d'Origine Controlée

O QUE SÃO, E PORQUE ELEVAM A QUALIDADE DOS VINHOS BORGONHAS


A fama de Borgonha se construiu pela busca incessante da perfeição na produção de vinhos, algo que outras regiões pelo mundo sempre correm atrás. Mas como faz para ter um real controle de qualidade dos vinhos? Na França, foram instituídas as AOCs (Appellation d’Origine Controlée) ou Denominação de Origem Controlada.


A qualidade dos vinhos de Borgonha é tão alta que, na região, há aproximadamente 90 AOCs devidamente registradas. Na Borgonha, diante de tantas AOCs, uma outra classificação foi adotada, para destacar os melhores entre os melhores vinhos franceses. Quando você optar por um vinho de Borgonha, atente-se ao rótulo para saber a classificação de cada bebida. São quatro graus que aprofundam o detalhamento dos vinhos produzidos na Borgonha: Cru Regional, Cru Village, Premier Cru e Grand Cru.


Cru Regional

São os rótulos mais encontrados na Borgonha, respondendo por 52% de toda produção local. Neste grupo, além de vinhos tintos de pinot noir e brancos de chardonnay, é possível encontrar bebidas com uvas gamay e aligoté. São uvas também encontradas no local, mas, por serem de menor complexidade na comparação com as demais, correspondem a uma pequena parcela das videiras da região.


Cru Village

Como o nome sugere, a denominação faz alusão à vila onde a produção é feita. É uma categoria acima do Cru Regional, com preços maiores, mas que ainda permite o compartilhamento de vinhedos – no Cru Regional, a área de limitação é maior. Os Cru Village são 36% da produção da Borgonha.


Premier Cru

Aqui o atestado de qualidade vem da tradição secular do terreno em produzir grandes uvas. Os Premier Cru são selo de que, naquele lote, brotam uvas especiais, capazes de resultar nos melhores vinhos franceses de Borgonha. Por essa especificidade, os valores são maiores. E os Premier Cru representam somente 10% da área de produção vinícola da Borgonha. O título supera, inclusive, o nome do produtor para garantir a qualidade.


Grand Cru

É o topo da pirâmide dos vinhos franceses da Borgonha. Falamos aqui da elite, de 2% da produção local. Não à toa que os Grand Cru da Borgonha figuram sempre na lista dos vinhos mais caros do mundo.


Curioso para experimentar os vinhos franceses que, em suas notas, tons e sabores, contam a história da França? Os vinhos de Borgonha conduzem o degustador por séculos de busca da perfeição.


Que tal irmos juntos no projeto "QUER VINHO, VENHA!" ? Roteiro exclusivo, desenhado por Aquela Sua Viagem para vivermos juntos sabores e emoções!




bottom of page